Outra vez

sim, porque não?

A vida é feita de altos e baixos, repetições, é por isso que em nossa caminhada, muitas vezes temos a sensação de já ter vivido determinadas experiências, ou ter a certeza de que já esteve, naquele lugar. É verdade que temos conhecimento e experiência do ontem, mas sobre amanhã não é do nosso conhecimento, mas sim é e está à nossa experiência de conhecer, viver e acressentar em nossa jornada. Se tivermos coragem, de seguir em frente e viver cada minuto como se fosse !o ultimo.,

Bora viver!!

Dezembro

O último mes do ano chegou, eu diria que é muito estranho. Não o mês de dezembro, mas sim a mudança do clima .vejam a temperatura já chegou aos 30, graus e no mesmo dia cai para 13 grau. O meu organismo já não consegue, mudar desta maneira. HajaHaja saude, a imunidade teve a data de validade antecipada.Vamos ver o que o tempo nos reserva para amanhã!?

Quase lá

Pois é, novembro terminou e dezembro chegou com tudo. Agora é só correr, tentando atingir as metas propostas no início deste ano 2019.

Agora é nos preparar, para o fim de ano. Quero compartilhar com todos este momento de homenagem ao nosso guerreiro.

Noa últimos dias de sua vida em uma conversa Ele pediu à sua mãe Marisa e para mim que devíamos fazer a árvore de Natal. No ano passado, não fizemos, mas este ano sua mãe Marisa teve a ideia de fazer a árvore de Natal com pombas brancas e pássaros coloridos,pois o Ítalo amava pássaros. Ao nosso menino que voou para junto de Deus como um pássaro livre, ! O nosso amor

Porque?

Eu estou indignada, com a rede Globo. O final da novela “A dona do pedaço ” ,no último capítulo extrapolou todos os limites. Eu sou católica com muito orgulho e esta novela me deixou enojada. A forma como foi abordado a religião,foi cruel. Eu tenho 1orgulho de dizer que fui uma postulante à vida religiosa e quando saí, me tornei uma pessoa melhor e não saí enganando ninguém. Fiquei também indignada com a forma como foi abordado o trabalho evangélica, deixando uma dúvida no ar; Este final de novela tripodiou da minha fé, da sua fé. O que podemos fazer?